segunda-feira, 27 de março de 2017

Educação física escolar e o seu valor


   

Prof. Msto. Kleiton Ramires Pires Bezerra*   

        Existe contradição social no âmbito da educação física, entre a sua função nas academias; âmbito esportivo; comercial em geral e a exercida na escola. No primeiro caso, ela é reconhecida pela sociedade como importante; recebe incentivos, com vários argumentos de importância: benefícios para a saúde; para modelagem do corpo; socialização; para ganho de campeonatos. E esse reconhecimento e divulgação é feito, principalmente, pela mídia aberta televisiva.
        Lógico que não há problema na divulgação das atividades físicas exercidas no âmbito comercial e os benefícios que traz para a saúde e à sociedade em geral, pelo contrário é importante essa informação, no combate ao sedentarismo; auxílio ao convívio social. O malefício está em desconsiderar a educação física no âmbito escolar ou mitigar a sua importância, pouco se fala da recreação; da dança; do esporte na escola, que é necessário a criança aprender a praticar atividade física, pois quando chegar na fase adulta terá o costume de exercê-la, além disso o aluno  aprende a compreender a influência da cultura corporal na vida dele e de todos. Logo, enquanto a educação física no âmbito comercial é valorizada, na escola, ela não recebe o mesmo valor, necessita até se justificar para permanecer no currículo como disciplina obrigatória, procura divulgar seu valor para sobreviver.

*Bacharel e licenciado em educação física, Mestrando da UEMS Campo Grande/MS; na gerência do ensino fundamental e médio - Equipe educação física, SEMED.

segunda-feira, 6 de março de 2017

A leitura "na" e "da" educação física

         É importante ficarmos "antenados" sobre o que dizem da nossa área, para que possamos nos preparar com conhecimento e enfrentar situações de questionamentos; dúvidas, e/ou adquirir essas informações para crescimento pessoal e profissional.
          Abaixo segue uma parte do texto de um profissional da nossa área, que foi publicado no início deste ano, no site Campo Grande News. Esse texto pode ser lido na íntegra no link postado. Veja o conteúdo:

Educação física, a medicina do futuro

          A relação entre a educação física, o bem-estar e a saúde vem sendo estudada por universidades e laboratórios do mundo inteiro há algum tempo. Muitos desses estudos já revelaram e comprovaram a interferência positiva que uma vida ativa pode exercer seja na prevenção, seja no combate às mais variadas doenças do coração, diabetes e até aos males da mente, como o estresse e a depressão.
       Os estudos reforçam, cada vez mais, que a educação física – se já não é – será considerada a medicina do futuro. A prática de exercícios físicos, de fato, traz inúmeros benefícios para nossa saúde. Durante a realização de uma atividade física, o organismo libera hormônios como a endorfina e serotonina, neurotransmissores que dão sensação de prazer e de amplo bem-estar, e que têm influência direta e efetiva no combate e prevenção de patologias como a depressão. 
       Contra o diabetes, é eficaz na melhora da utilização da glicose sanguínea pelos músculos, ao facilitar o seu transporte e consumo da mesma. Embora apenas esses dois benefícios citados mostrem o tamanho poder medicinal que representa uma vida ativa, mais de 90% da população brasileira ainda se encontra na faixa sedentária – onde os riscos às doenças são ampliados. 
       Entre os principais motivos que explicam a baixa adesão, está a forma errada com a qual os próprios profissionais da educação física tentam atrair o cidadão para a prática de exercícios.
Cristiano Parente
LEIA NA ÍNTEGRA EM: Clique aqui

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

BEM VINDOS!

Sejam bem vindos novamente ao blog, que foi totalmente reformulado pela equipe de Educação Física - SEMED, composta pelos professores Kleiton Ramires e Cláudia Xavier, os quais estão no setor de Gerência do Ensino Fundamental e Médio - GEFEM. Setor esse responsável pelo acompanhamento pedagógico dos docentes, tanto nas formações continuadas, como nas visitas das escolas.
Qualquer dúvida, sugestões, entrem em contato: por esse blog, e-mail: educacaofisica.reme@gmail.com, Telefone: 3314-3813.